LOGO
Ingles
Portugues
noticia

Apresentação

O Centro de Linguística da Universidade Nova de Lisboa (CLUNL) é uma unidade de investigação que tem como principais objetivos promover a investigação em Linguística teórica e aplicada, desenvolver a formação avançada de investigadores e fomentar a divulgação de dados científicos nas áreas do conhecimento sobre a natureza e funcionamento das línguas e dos textos.

Esta unidade de investigação é financiada pela FCT, tendo obtido a classificação de Muito Bom, no último exercício de avaliação levado a cabo pela entidade financiadora.

Um pouco de história

O Centro de Linguística da Universidade Nova de Lisboa (CLUNL) foi criado em 2000.

Os primeiros trabalhos de investigação, no domínio da Linguística, tiveram início em 1975, na Área das Línguas e Literaturas Modernas, graças ao interesse das Professoras Maria de Lourdes Belchior e Maria Emília Marques. Os pressupostos teóricos da equipa de trabalho de então, congregando os domínios da Sociologia, da Informática, da Sociolinguística, da Psicolinguística e do Ensino de Línguas, numa perspetiva interdisciplinar e contrastiva, foram apresentados no Primeiro Encontro Nacional para a Investigação e Ensino do Português, em 1976. Este grupo de investigação constituiu o NELC - Núcleo de Estudos de Linguística Contrastiva, integrado no Centro de Estudos Comparados de Línguas e Literaturas Modernas. Em 1979, o NELC publicou, no primeiro número da revista Letras Soltas, um conjunto de artigos que se integravam já em alguns domínios que viriam a desenvolver-se posteriormente no CLUNL. O segundo número desta Revista foi organizado por Maria Henriqueta Costa Campos, tendo publicado trabalhos considerados então pioneiros em Portugal nos domínios da semântica enunciativa e da gramática relacional.

O trabalho desenvolvido desde a criação do CLUNL, em 2000, tem contribuído de forma relevante e diferenciada para os estudos de linguística em Portugal em áreas tão diferentes como a Aquisição (de L1 e L2), a Análise do Discurso, a Teoria do Texto e a Terminologia, ao mesmo tempo que se tem evidenciado pelos trabalhos realizados nos domínios da sintaxe, da morfologia, da semântica ou da linguística histórica. Ao aliar modelos conceptuais e teóricos muito diferentes, a atual configuração do CLUNL reflete e dá continuidade ao projeto desenvolvido ao longo destes anos.

Entre 2000 e 2006 o CLUNL foi dirigido por Teresa Lino. Maria de Lourdes Crispim presidiu às duas comissões diretivas seguintes (2006-2010), de que fizeram parte Maria Lobo, Fernanda Menéndez e Maria do Céu Caetano.  

As linhas orientadoras definidas por estas  direções permitiram ao CLUNL afirmar-se como uma Unidade de Investigação marcante, constituindo-se como polo atrator de jovens investigadores e de investigadores nacionais e internacionais. 



Principais domínios de investigação

O CLUNL está organizado em três Grupos:

  • LiFE - Linguística Formal e Experimental
  • Lexicologia, Lexicografia e Terminologia
  • Gramática & Texto

Grupos esses que desenvolvem trabalho em áreas específicas de investigação, em perspetivas sincrónicas e/ou diacrónicas, destacando-se: aquisição (L1 e L2); estudo de formas e construções do português; lexicografia e lexicografia; multimodalidades, multilinguismo; perspetivas didáticas (L1 e L2); processamento de linguagem; teorias dos textos e dos discursos; terminologias e ontologias.